Há 9 meses paralisada, obra do Pronto-Socorro de VG segue sem previsão para ser retomada

Lucione Nazareth/ VG Notícias

VG Notícias

78f001b4-7e97-47ea-8f43-5c97e709d331.jpg

 

As obras de reforma e ampliação do Pronto-Socorro de Várzea Grande já estão há nove meses paralisadas, e de acordo com o secretário de Comunicação do município, Marcos Lemos, segue sem previsão para ser retomada. “Está na fase final para a licitação e não tem como falar de previsão”, disse Lemos ao #vgnoticias.

Em 22 de janeiro de 2015, pelo valor de R$ 1.686.852,40 milhão, a Prefeitura de Várzea Grande assinou contrato com construtora Material Forte Incorporadora, com sede em Juína (a 737 km de Cuiabá), para realizar reforma e ampliação da porta de entrada e adequação de ambiência do setor obstétrico do Pronto-Socorro Municipal, com fornecimento de material. A obra recebeu vários aditivos, tendo o valor final em mais de R$ 1,8 milhão, e prazo de vigência em junho de 2018.

No decorrer da obra, a construtora entregou vários pavimentos ao município, mas entre os meses de abril e junho começou a passar por dificuldade financeira, sendo “obrigada” a deixar de executar obras em Mato Grosso, como é o caso da reforma do Pronto-Socorro de Várzea Grande.

Porém, em julho daquele mesmo ano, a empresa abandonou a obra após decretar falência e ingressar com pedido de recuperação judicial.

A Prefeitura, como medida administrativa, abriu um PAD para apurar a responsabilidade da empresa e puni-la conforme determina a lei. O processo segue tramitando no âmbito da Prefeitura.

De acordo com Marcos Lemos a prioridade da gestão municipal é a retomada e conclusão da reforma do Pronto-Socorro e todas as medidas administrativas estão sendo adotadas para que isso ocorra. “A empresa quando abandonou a obra faltava apenas 10% do total do serviço a ser executado, teve concluído os outros 90%. Se não me engano falta apenas uma Ala e finalizar alguns detalhes, como acabamento. Assim que concluir a licitação, uma nova empresa será contratada, de forma transparente, e retomará a obra”, explicou o gestor.

Apesar disso, ele não detalhou sobre a contratação como previsão orçamentária (quanto será gasto para concluir a obra), e prazo para conclusão da reforma.


Fonte: VG Notícias

Visite o website: wwww.vgnoticias.com.br