PF prende cinco por rompimento da barragem de Brumadinho

Rojane Marta/VG Notícias

Reprodução

Brumadinho

A tragédia, até o momento, deixou 65 mortos e 279 pessoas estão desaparecidas.

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça (29.01), operação para apurar os responsáveis criminalmente pelo rompimento da barragem da mineradora Vale, na mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG).

Conforme últimas informações da Defesa Civil de Minas Gerais, a tragédia, até o momento, deixou 65 mortos e 279 pessoas estão desaparecidas.

A PF cumpriu hoje cinco mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal em Belo Horizonte, nas cidades de Nova Lima/MG e São Paulo/SP, em sedes de duas empresas e residências de algumas pessoas relacionadas a uma das empresas.

Ainda, sete mandados judiciais de busca e apreensão expedidos pelo Juízo da Comarca de Brumadinho foram cumpridos na região metropolitana de Belo Horizonte e as restantes na Capital paulista e cinco mandados judiciais de prisão temporária também expedidos pelo Juízo da Comarca de Brumadinho, com validade de 30 dias, foram cumpridos, sendo três na região metropolitana de Belo Horizonte e as restantes em São Paulo.

Segundo informações, os mandados de prisão foram expedidos contra: os engenheiros André Yassuda e Makoto Namba – ambos presos em São Paulo; contra os funcionários da Vale: Cesar Augusto Pauluni Grandchamp, Ricardo de Oliveira e Rodrigo Artur Gomes de Melo – todos presos em Minas Gerais.

A operação é em conjunto com o Ministério Público Federal, os Ministérios Públicos Estaduais de Minas Gerais e São Paulo, e as Polícias Civil e Militar de Minas Gerais.

 


Fonte: VG Notícias

Visite o website: wwww.vgnoticias.com.br